Piaf, um hino ao amor



A primeira crítica que posto aqui no blog é do filme "Piaf, um hino ao amor" (La Vie en Rose, no original). A produçao de 2007 narra os dramas vividos pela cantora francesa Edith Piaf, que foi um dos maiores ícones da música francesa de todos os tempos. O título original do filme , La Vie en Rose, é o mesmo de uma das principais canções lançadas por Piaf durante sua carreira e que já foi ouvida na voz de vários artistas mundiais, entre eles a brasileira Bibi Ferreira.



O cinema francês é inegavelmente um dos melhores do mundo e é onde podem ser encontrados diversos atores com uma carga dramática bastante intensa. Marion Cotillard , a atriz que assume com a cara e a coragem o papel de protagonista, é com certeza um dos principais exemplares. Cotillard, ganhadora do Oscar de melhor atriz em 2008, se entrega à personagem de uma forma tão impressionante que esquecemos que ali na tela é uma atriz e não uma figura real. Não é exagero dizer que Marion Cotillard é o principal motivo para assistir esta cinebiografia.
O filme não tem linearidade alguma , vai voltando ao tempo sempre que convêm e segue os passos de Edith Piaf desde sua infância, passando por sua mocidade até chegar em seu fim. Piaf faleceu em 10 de Outubro de 1963 aos 47 anos, vítima de seus excessos e pela morfina que praticamente a deixou viciada. Outro ponto a se notar é que os personagens secundários são tratados como se fossem meros adornos. O roteiro deixa atores franceses renomados, Gérard Depardieu é um deles, a ver navios, dando a entender que eles só estão ali para servirem de escada para que Marion Cotillard possa brilhar.



Para quem não gosta de filmes dramáticos intensos é melhor passar longe, agora para quem quiser ver uma atriz dando um verdadeiro banho de atuação, corra para locar a fita.

Prêmios ganhos pelo filme:
Oscar - melhor atriz
Globo de Ouro - Melhor atriz comédia/Musical
Bafta - Melhor atriz
César - Melhor atriz

3 Response to "Piaf, um hino ao amor"

  1. Vi esse filme no cinema e simplesmente me apaixonei. Confesso que não conhecia muito sobre Piaf, mas depois do filme busquei saber um pouco mais sobre essa grande artista. Adorei!!

    Este é um daqueles filmes que te prendem , principalmente por ter uma surpreendente atriz no centro das atenções.

    mf. says:

    Marion Cotillard na melhor atuação feminina da década passada. Simplesmente genial!

Postar um comentário

Powered by Blogger